Como fotografar na neve?

Curso de Fotografia

Fotografar neve é um problema porque o excesso de branco engana o fotômetro. Os fotômetros são projetados para fotografarem apenas objetos meio tom, ou seja, de tom nem muito claro nem muito escuro. Quando fotografamos uma cena com muitos tons brancos, como neve, o fotômetro se engana e faz uma foto muito escura.

Existem três formas de resolver este problema:

  1. Fazer a fotometria na parte branca da neve e compensar a exposição entre dois e um ponto e meio para cima.
  2. Medir a luz num cartão cinza 18% e compensação em -1/2 ponto.
  3. Se a sua câmera tiver botão de back light, pressione ele enquanto estiver fazendo a foto.

Dureza da luz: a luz difusa

Curso de Fotografia

O que vai definir se uma luz é suave ou dura é o tamanho da fonte de luz. Ao contrário da luz dura, a difusa fica tão suave que mal dá para diferenciar luz e sombra. Apesar disso, é preciso saber que a diferença existe e sem ela os objetos não seria percebidos como tridimensionais.

Quanto mais longe do assunto, menor e mais suave a luz vai parecer. Existem também diversos acessórios que espalham a luz que está em contato direto com o objeto, tornando a fotografia mais homogênea e menos dramática.

A importância da maquiagem

Curso de Fotografia

O uso da maquiagem é muito importante para uma fotografia. Fotos de pessoas, principalmente para uso comercial, sem maquiagem dão à fotografia um aspecto amador que deve ser evitado.

Existem muitos tipos de maquiagem e pode ser que o profissionais do ramo contratado pelo fotógrafo não atenda as necessidades da fotografia e acabe por usar recursos que, em vez de auxiliar, irão realçar os defeitos.

Nu artístico: luz e sombra

Curso de Fotografia

O jogo de luz e sombra nas fotografias de nu artístico nos fazem enxergar as formas do corpo de um jeito diferente. Com essas técnicas nós conseguimos captar diferentes sensações, imaginar situações e perceber movimentos. Este tipo de arte explora o corpo de um jeito belo, cheio de contraste, texturas, relevos e curvas.

O item essencial: tripé

Curso de Fotografia

O tripé é uma ferramenta muito importante na fotografia, talvez mais importante que o flash. O tripé dá ao fotógrafo a liberdade de escolher sua profundidade de campo e de estudar a composição com calma. Dá trabalho utilizar tripé ? Sim, sem dúvida dá, mas o resultado é gratificante.

Alguns tripés permitem que se inverta a coluna central e chegue-se a poucos centímetros do chão com a câmera. Este é um grande recurso para fotos macro. Se não tiver dinheiro para um super tripé, compre um mais baratinho, não tem problema, é melhor um tripé simples a nenhum.

O que é HDR?

HDR (High Dinamic Range) está contraposição ao LDR – Low Dinamic Range, que as câmeras fotográficas costumam usar. Já é de conhecimento geral que cenas de alto contrastes exigem escolher o motivo que está na parte mais ilumina ou na parte menos iluminada. Por isso muitos fotógrafos escolhiam dias nublados para fotografar locais externos.

Para produzir fotos em HDR, procuramos fazer várias fotos da mesma cena com diferença de dois pontos entre cada foto, com os extremos da fotometria feitos na baixa e na alta luz. Depois, com auxílio de programas de edição, fazemos a fusão delas e o resultado é simplesmente incrível!

Produção de modelos

Curso de Fotografia

Muitos modelos podem ser profissionais no ponto de vista técnico, mas se eles estiverem com expressões que não agradem, a foto acaba perdendo todo seu sentido.

É importante tomar cuidado ao rosto e olhar dos modelos – principalmente quando estes forem novos.  Um modelo bem integrado ao trabalho traz uma expressão agradável, enquanto um modelo tenso ou preocupado traz uma expressão pouco expressiva.

Dica: Referências

Curso de Fotografia

Em fotos onde o tamanho do motivo não é de conhecimento evidente, mantenha, sempre que possível, uma referência ao lado. No caso de objetos pequenos, esta referência pode ser um anel discreto. Evite usar canetas, canivetes e réguas, exceto se estiver fazendo uma foto para uso científico na qual não haja a menor preocupação com a estética.

Técnicas de rebatimento

Curso de Fotografia

Luz rebatida é quando ela, sem atravessar a superfície, é redirecionada. Caso a superfície seja fosca, então a luz se espalha. Ao atravessar uma superfície translúcida, a luz se difunde e espalha.

Na fotografia existem diversas técnicas de rebatimento, entre elas:

  • Flash direto
  • Flash rebatido no teto
  • Rebatimento no teto + rebatedor
  • Rebatimento para trás